Olá Visitante! Cadastre-se ou faça seu Login
Você está em Umuarama / PR


Você está aqui: Home / Noticias / Crescem o campo de atuação e a busca por qualificação do eletricista
banner Noticias banner Noticias banner Noticias

Últimos Comentários
nas Notícias

Atualizado em 15/10/2012 às 12:00
 


Crescem o campo de atuação e a busca por qualificação do eletricista

A expansão da construção civil aquece o mercado de trabalho para o profissional
A maioria dos eletricistas trabalham autônomos em Umuarama

A eletricidade é item essencial para a rotina dos seres humanos. Seja para consumo básico do dia-a-dia, para o conforto das famílias, ou atuando de forma significativa na economia, como por exemplo, nas indústrias. Por isso, a mão de obra dentro deste segmento se tornou vital em qualquer localidade.


Vários homens e mulheres estão apostando na profissão de eletricista devido a sua grande valorização no mercado de trabalho. Qualquer construção residencial necessita de um profissional do segmento para finalizá- la. “Antigamente os próprios pedreiros se arriscavam nos serviços elétricos das obras. No entanto, como faltava conhecimento das técnicas o serviço tinha que ser refeito. Hoje, todos já contratam um eletricista, ele é o último a atuar na obra, mas um dos mais importantes”, explica o gerente de uma loja de materiais elétricos, Oridson dos Santos Amaral.


A maioria dos eletricistas trabalha como autônomo. Além de ser mais rentável, os profissionais podem mesclar o trabalho com outros serviços, como por exemplo, o de hidráulica. “Normalmente esses profissionais que trabalham autônomos, já realizam os dois serviços, o de elétrica e o hidráulico”, destaca Amaral.


A grande demanda de serviços anima aqueles que ingressaram despretensiosamente na carreira. O eletricista Anderson Aparecido Lemos, trabalha na área há pouco menos de seis anos. A ideia de apostar na profissão surgiu em um momento de dificuldade. “Estava desempregado e resolvi fazer o curso de eletricista. Desde então não me faltou mais emprego”, conta Lemos.


Sem nunca ter trabalhado registrado, o eletricista afirma que a informalidade é mais lucrativa. Lemos diz que grande parte de seus serviços é em construções e pequenos consertos nas residências. “Aqui em Umuarama tem muitas obras, então emprego é o que não falta. Também trabalho na região”, conta ele.


REMUNERAÇÃO


O serviço é delicado e normalmente é realizado em dupla. A remuneração é variável, e pode ultrapassar R$ 2 mil mensais. “Esta profissão está cada vez mais valorizada. Muitas pessoas estão com mão de obra qualificada, o que contribui bastante”, conta Amaral.


Em Umuarama, os profissionais registrados atuam em indústrias e grandes empresas. “Nas lojas de materiais elétricos aqui de Umuarama não há eletricistas contratados. Fazemos uma parceria entre os autônomos e indicamos os eletricistas que são clientes aqui da loja para os serviços”, destaca Amaral. Segundo ele, 60% do movimento da loja é de profissionais da área.


QUALIFICAÇÃO


A qualificação dentro da profissão de eletricista é necessária não somente para a maior qualidade do serviço, como também, para garantir a segurança do profissional. Em Umuarama, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), oferece o curso de eletricista instalador predial.


No curso, o aluno aprende a executar, manter e reparar instalações elétricas prediais, de acordo com projetos e seguindo as regras ambientais e técnicas. Além de deter o  conhecimento necessário para manusear equipamentos, componentes e instrumentos necessários para a execução dos serviços elétricos.


O curso de 180 horas possui conteúdos que abordam os fundamentos de eletricidade como, por exemplo, eletrostática, eletrodinâmica, resistores, indutores, transformadores, entre outros. Além de conteúdos dentro da eletricidade predial, como a leitura e interpretação de desenho elétrico predial, normas técnicas da concessionária de energia elétrica, emendas em condutores, instalações e conservação de energia. Outras abordagens como segurança no trabalho, relações interpessoais e educação ambiental também fazem parte da grade curricular do curso.


“Trabalhamos muito com a prática no curso. Os alunos possuem laboratórios onde podem colocar em prática a atividade que estão aprendendo. Existe no mercado de trabalho uma necessidade muito grande por eletricistas qualificados e que possuam não somente o conhecimento prático, mas sim toda a base teórica. Até porque é uma profissão de risco”, conta o coordenador do curso técnico de Eletrotécnica do Senai de Umuarama, Marcos Donizete Rossi.


O curso é um dos mais procurados na unidade de Umuarama e possui três turmas em andamento com aproximadamente 25 alunos cada. Segundo Rossi, o aluno que entra sem nenhum conhecimento sobre a área, sai do curso capacitado para atuar na profissão. “Temos alunos de diversas idades. Alguns já atuam na área e querem se aperfeiçoar e temos  outros que perceberam que a profissão está em expansão e querem ingressar no mercado”, diz Rossi.


Segundo o coordenador do curso, o aquecimento da construção civil em Umuarama é uma mola propulsora para o profissional. “O eletricista está ganhando espaço junto com o crescimento das obras do Município. A remuneração para o profissional qualificado está cada vez mais satisfatória”, destaca ele.


INTERESSE


Por 20 anos, Marco Koso Hanaya, foi bancário. Por problemas de saúde, teve que se afastar da profissão. Começou a procurar cursos de aperfeiçoamento nas áreas que o interessavam. Além de ser acadêmico, Hanaya divide seu tempo com o curso de Eletrotécnico do Senai. “Achei a grade curricular do curso muito interessante. Além de ser uma profissão que está ganhando cada vez mais visibilidade”, conta ele.


Hanaya está no primeiro módulo do curso, e já se diz satisfeito com a escolha. “É uma área bem interessante. Estou gostando bastante. Espero poder atuar na profissão futuramente”, ressalta o aluno.


FALTA


Para Amaral, os profissionais informais que trabalham como eletricistas, devem se atentar a um detalhe essencial, a emissão de nota fiscal. Segundo o gerente da loja de materiais elétricos, muitas empresas necessitam dos serviços desses profissionais e muitas vezes acabam não encontrando um que forneça o documento necessário. “Alguns perdem serviço por não ter a nota fiscal para emitir para a empresa. No Sebrae, os profissionais podem abrir empresa como empreendedor individual, pagam uma taxa mensal muito baixa e tem o direito para emissão de nota fiscal. Acho que deve haver mais incentivo e informação para eles”, relata Amaral.


RISCOS


O trabalho do eletricista é lucrativo, no entanto, perigoso. Entre os maiores riscos está a possibilidade de um choque elétrico. Mesmo em baixa tensão, um choque pode causar danos ao sistema circulatório e cerebral do profissional. Além disso, incêndios e explosões também podem ocorrer em casos de falta de conhecimento técnico durante o serviço. Por isso, há necessidade de qualificação. 

Mais Fotos:





Fonte: Tribuna Hoje
Comentários (0)
Participe! deixe seu comentário nesta notícia.


Importante

• O Portal Umuarama se reserva ao direito de não publicar todos os comentários enviados, que serão analisados individualmente, utilizando como fator de moderação a conexão com os assuntos comentados, bem como serão desconsiderados os que contenham agressões verbais despropositadas; ataques pessoais ou ameaças; argumentação falaciosa ou confusa e palavrões.
  • Nenhum comentário, seja o primeiro a comentar.

Sorteio



Sorteio Vale Compras Luxo Concept
Data do Sorteio: 12/09/2014
banner banner banner
banner
banner classificados
Você está em Umuarama / PR
Portal Umuarama
Unidade Umuarama, PR


Prestige Propaganda e Design LTDA-ME - 07.867.086/0001-01
© 2008-2014 Copyright Franquia Portal da Cidade ®
X